Drogamentário
"Sou insuportável e prefiro não me apegar. Mas se por acaso um dia eu te disser que gosto de alguém, serão as palavras mais sinceras que você terá escutado."
1 2 3 4 5 »

💬

Porque só assim vale a pena passar a noite em claro. 🎶💀❤ #Metallica #RockInRio2013 #rock #music (em Cárcere)

“Veja bem além destes fatos vis.
Saiba, traições são bem mais sutis.
Se eu te troquei não foi por maldade.
 Amor, veja bem, arranjei alguém
 chamado ‘Saudade’.”
~ Los Hermanos

Eu ainda vou lembrar de você. Vou lembrar de todas as vezes que te liguei só pra ouvir sua voz, de todas as vezes que eu fiquei deitada imaginando um dia nós juntos. Vou lembrar das vezes que você me fez sorrir com um simples sms dizendo que sente minha falta ou uma ligação em meio a madrugada. De todas as minhas lembranças você foi a minha melhor.
~ Fernanda G. Inverbos.   (via inverbos)

“Sabe quando você quer chorar? Quer gritar, berrar, deitar na cama, ouvir músicas tristes e não sair de lá… Mas continua parado no mesmo lugar fingindo que tudo está bem?
~ glee (via dramatizado-ra)

“Eu me apego. Eis o meu problema. Eu me apego a abraços de mentira, a sonhos falsos e a pessoas que vão embora.”
~ Gabriel Hudson.  (via poetaciumenta)

“Mas de qualquer forma, tentar esquecer, já é lembrar.”
~ I can fix you.     (via terminar)

“Acho a coisa mais simples, mais definitiva, pra explicar o amor entre duas pessoas: gostava dela porque era ela, porque era eu.”
~ Chico Buarque   (via nando12)

“Se não fosse amor, não haveria planos, nem vontades, nem ciúmes, nem coração magoado. Se não fosse amor, não haveria desejo, nem o medo da solidão. Se não fosse amor não haveria saudade, nem o meu pensamento o tempo todo em você. Se não fosse amor eu já teria desistido de nós.”
~ Caio Fernando Abreu. (via terminar)

“Ela adorava mistérios tanto que ela se tornou um.”
~ John Green.   (via romantizar)

“Sei lá, falta você.”
~ Clarice Lispector.  (via poetaciumenta)

“Você é os brinquedos que brincou, as gírias que usava, você é os nervos a flor da pele no vestibular, os segredos que guardou, você é sua praia preferida, Garopaba, Maresias, Ipanema, você é o renascido depois do acidente que escapou, aquele amor atordoado que viveu, a conversa séria que teve um dia com seu pai, você é o que você lembra. Você é a saudade que sente da sua mãe, o sonho desfeito quase no altar, a infância que você recorda, a dor de não ter dado certo, de não ter falado na hora, você é aquilo que foi amputado no passado, a emoção de um trecho de livro, a cena de rua que lhe arrancou lágrimas, você é o que você chora. Você é o abraço inesperado, a força dada para o amigo que precisa, você é o pelo do braço que eriça, a sensibilidade que grita, o carinho que permuta, você é as palavras ditas para ajudar, os gritos destrancados da garganta, os pedaços que junta, você é o orgasmo, a gargalhada, o beijo, você é o que você desnuda. Você é a raiva de não ter alcançado, a impotência de não conseguir mudar, você é o desprezo pelo o que os outros mentem, o desapontamento com o governo, o ódio que tudo isso dá, você é aquele que rema, que cansado não desiste, você é a indignação com o lixo jogado do carro, a ardência da revolta, você é o que você queima. Você é aquilo que reivindica, o que consegue gerar através da sua verdade e da sua luta, você é os direitos que tem, os deveres que se obriga, você é a estrada por onde corre atrás, serpenteia, atalha, busca, você é o que você pleiteia. Você não é só o que come e o que veste. Você é o que você requer, recruta, rabisca, traga, goza e lê. Você é o que ninguém vê.”
~ Martha Medeiros.     (via promessasvazias)

“Eu não me
recomendaria
a mim mesmo.”
~  J.Castro (via futurasuicida)